Tipos de fita LED: conheça as diferenças

Excelentes para decoração e iluminação secundária, as fitas LED tomaram o mercado. Apesar da aparência muito semelhante, as fitas LED possuem muitos modelos que alteram totalmente o efeito da iluminação no ambiente. Veja a seguir as diferentes variáveis que precisam ser observadas nos tipos de fita LED e saiba como escolher o equipamento certo para a sua casa.

Chip LED

A iluminação de fitas de LED acontece graças aos chips, diodos que emitem luz e existem em diferentes tipos. Os diferentes tipo de chips LED são identificados por uma numeração de 4 dígitos, que indica o tamanho dos componentes. Portanto, podemos dizer que um SMD3528 tem 3.5×2.8mm. Quanto maior for o tamanho do chip, maior é a intensidade da luz emitida por cada chip LED.

tamanho-dos-chips-fita-LED

A numeração dos chips em fitas LED dizem qual o tamanho deles. Fonte: Allanselectronics

Distância entre os chips

Além do tamanho do chip, é importante ter atenção ao número de chips LED presentes na fita e a distância entre eles. Por exemplo, caso você queira uma luz mais intensa e homogênea, não adianta comprar uma fita apenas com chips LED maiores. Se eles estão muito distantes uns dos outros, a luz pode não trazer o efeito que você deseja.

Distância entre chips fita LED

A distância entre os chips das fitas LED é variável e influencia diretamente no efeito da iluminação

  • Distâncias maiores entre os chips, além de afetarem a intensidade da iluminação, também podem dar o efeito de feixes de luz.
  • Distâncias menores entre os chips deixam a luz emitida pela fita LED mais homogênea.

Fontes de alimentação

fontes-fita-led

Existem diversas fontes para fitas LED no mercado. Escolha a correta de acordo com as especificações da sua fita.

A maior parte das fitas LED possuem tensão de alimentação de 12 volts ou 24 volts. Por isso é necessário uma fonte de alimentação que irá transformar a tensão alternada de 127V ou 220V em tensão contínua de 12V ou 24V para a fita LED. No entanto, é preciso ter atenção à potência da fita que você deseja instalar, que é informado em watts por metro. Assim, a fonte de alimentação (ou driver) da sua fita LED precisa ter uma potência igual ou maior que a utilizada por sua fita. O ideal seria deixar uma folga de 10 a 15% a mais na potência da fonte utilizada.

Por exemplo, se você deseja ligar 4 metros de uma fita que consome 4,8 watts por metro, você precisa de uma fonte de alimentação de 12V e 19,2W de potência ou mais. Seguindo a recomendação da folga, o ideal seria uma fonte com potência de 21,12W a 22,08W.

Existem também modelos de fita LED que não precisam de fonte de alimentação externa, podendo ser ligadas diretamente à rede elétrica.

Luz branca ou colorida?

Existem 3 opções de cores para escolher no mercado de fitas LED. Você pode optar por:

  • Fitas LED de luz branca: possuem chips que emitem apenas luz branca. Entre as fitas LED brancas, você pode optar por diferentes temperaturas de cor. Isto é, é possível comprar fitas com luz mais amarelada ou azulada.
  • Fitas LED RGB: possuem chips que emitem luzes na cor vermelha, verde e azul, que juntas podem reproduzir qualquer cor, com exceção à branca.
  • Fitas LED RGBW: são a união das fitas brancas e RGB. Elas possuem chips RGB e de luz branca ao mesmo tempo, podendo emitir os dois tipos de luz ao mesmo tempo.

Qualidade da fita LED

A qualidade da fita LED também influencia diretamente no consumo de energia, vida útil e efeitos na iluminação. Normalmente, em fitas LED de menor qualidade, a menor iluminação emitida por causa da baixa qualidade do componente, é aumentada com o uso de chips que usam maior corrente elétrica. A luz fica mais forte, mas esta prática reduz significativamente a vida útil dos LEDs.

Qual a melhor?

  • Luz colorida ou branca?
  • Dimerização?
  • Alto brilho ou luz suave?
  • Onde a fita será instalada?
  • Qual o efeito quero dar ao ambiente?

Investir em uma fita LED com qualidade é essencial, mas não é possível dizer que existe um tipo de fita melhor que o outro. Afinal, um tipo pode ser considerado bom em relação a outro dependendo do que você deseja. Pensar nesses pontos é fundamental para escolher a melhor fita LED para você.

Fontes: CidadeLED e InstyleLED

 

Compartilhe o conteúdo deste artigo em suas redes sociais:

Menu