Lâmpada Centenária

A Lâmpada Centenária é a lâmpada mais antiga do mundo ainda em funcionamento. Criada em 1901, ela está ligada constantemente desde então e o maior tempo que ficou desligada foi de apenas uma semana. A lâmpada se difere das contemporâneas de duas maneiras. Seu filamento é feito de carbono, ao invés do tungstênio usado nas lâmpadas incandescentes normais. Além disso, o filamento é cerca de oito vezes mais espesso que o de uma lâmpada comum.

Somado a essas características, um fator importante que certamente influenciou a enorme longevidade da Lâmpada Centenária é que ela está e esteve dimerizada por boa parte da sua vida, ou seja, recebendo uma tensão de alimentação menor do que o necessário para a sua máxima luminosidade. A dimerização aumenta a expectativa de vida das lâmpadas, conforme informa algumas embalagens.

Com o Bluelux você dimeriza as suas lâmpadas e também pode aumentar a durabilidade delas. Clique no link para saber mais sobre dimerização e o que são lâmpadas dimerizáveis.

Lâmpada Centenária

Fonte: Wikipédia

Compartilhe o conteúdo deste artigo em suas redes sociais:

Menu