Internet das Coisas – O que é IoT?

A Internet das Coisas ou IoT, do inglês Internet of Things, é uma rede de objetos tecnológicos, incorporados com eletrônica, software, sensores e conectividade com a internet, que permitem coletar e trocar dados e informações entre si e entre outros dispositivos conectados à Internet, como computadores e smartphones.

O termo Internet das Coisas foi criado em 1999 por Kevin Ashton, empreendedor do MIT (Instituto Tecnológico de Massachusetts), para se referir a uma rede global de objetos conectados por RFID (Identificação por radiofrequência). A tecnologia RFID usa frequências de rádio para a troca de dados e informações.

Porém, nos dias de hoje, como a internet está presente em quase todos os lugares, ela se torna um meio mais eficiente para a transmissão e coleta desses dados. A cada dia, mais objetos dos mais simples, como roupas e acessórios, aos mais complexos, como eletrodomésticos e meios de transporte, estão conectados.

O objetivo da Internet das Coisas é fazer com que esses objetos comuniquem entre si e troquem informações para facilitar e tornar nossas vidas melhores e mais eficazes. Fazendo e trazendo opções e escolhas que já são habituais às nossas vidas, esses objetos se tornarão cada vez mais extensões do nosso corpo e da nossa mente. Vamos dar alguns exemplos:

Seu carro é conectado e faz parte da Internet das Coisas. Antes de uma viagem, ele pode informar quais itens precisam ser revisados, como freios, faróis, calibração dos pneus. Ele também poderá te informar o momento certo para a troca do óleo, indicar quando uma peça do motor está com defeito e reportar diretamente para a montadora a necessidade da troca e a indicação de que o carro ainda se encontra em garantia ou não.

A ideia é que tudo dentro da Internet das Coisas também se torne inteligente e aprenda com você e com o seu dia a dia. Por exemplo, ligar o seu forno quando você estiver chegando em casa para já poder assar o jantar. Desligar as suas luzes quando sair de casa ou quando todo mundo já estiver dormindo. Gravar todos os jogos do seu time e a sua série favorita automaticamente para que você possa assistir quando quiser.

Esses objetos também ajudarão na sua saúde. Pulseiras ou chips colocados sob a pele serão responsáveis por coletar seus dados de saúde, como colesterol, peso, batimentos cardíacos, e repassar todos esses dados ao seu médico em uma consulta. Assim não serão mais necessários fichas de cadastro ou de saúde.

Existem várias aplicações para a Internet das Coisas. Algumas delas englobam:

Monitoramento Ambiental; Gestão de Infraestrutura; Produção Industrial; Controle de Gasto e Produção de Energia; Sistemas Médicos e de Cuidados com a Saúde; Automação e Construção Residencial; Sistemas de Transporte; Desenvolvimentos de Cidades em larga escala e Mídias em geral.

Bluelux e a Internet das Coisas

O Bluelux é um dos objetos pertencentes a Internet das Coisas. Através dos nossos adaptadores e de nosso aplicativo queremos tornar a sua vida mais confortável e simples no controle da sua iluminação. Com nossas futuras APIs (Interface de Programação de Aplicativos), você poderá conectar seu Bluelux a todos os dispositivos inteligentes e conectados de sua casa.

Especialistas acreditam que até 2020, existirão aproximadamente 50 bilhões de objetos conectados pela Internet das Coisas. Uma mudança importante e que já está acontecendo é a mudança o Protocolo de Internet IPv4 para o IPv6. No modelo IPv4, são possíveis apenas 4 bilhões (4×109)de endereços de IP. Isso significa que, em algum dia, os endereços de IP iriam acabar e que não seria nem possível a cada pessoa do mundo ter o seu próprio número de IP.

Com a gradativa implementação do IPv6, serão possíveis 340 undecilhões (3,4×1038) de endereços. Assim, não só cada pessoa do mundo, mas todos os objetos conectados poderão ter o seu próprio IP. Com tantos objetos conectados, também será necessário o aumento na segurança virtual, para evitar que hackers ou vírus maliciosos afetem os seus objetos fazendo-os funcionar de maneira indesejada.

Se você pensa que essas tecnologias estão longe de acontecer e que são muito futurísticas, relembre as tecnologias que temos hoje e as que tínhamos a dez anos atrás. Se pensássemos naquela época, as tecnologias de hoje seriam futurísticas, não é mesmo? Esses produtos já podem estar mais próximos do que você imagina.

Pense nos smartphones e nas smart Tv’s, que são os dois aparelhos mais comuns no nosso cotidiano. Agora imagine as possibilidades que os outros eletrodomésticos e objetos presentes na sua rotina também poderiam fazer, adaptadas às suas funcionalidades, se também fossem smart. Você não imaginava que um celular e uma TV pudessem fazer tudo o que fazem hoje há alguns anos.

A Internet das Coisas estará mais presente em nossas vidas nos próximos anos e com isso esperamos que a qualidade de vida melhore consideravelmente. E você, já está preparado para conviver com essas novas tecnologias?

Internet das Coisas

Internet das Coisas

Fontes:
Wikipedia
TechTudo

Compartilhe o conteúdo deste artigo em suas redes sociais:

Menu